segunda-feira, 16 de março de 2009

Bagão Felix.

Este é para mim,o homem ideal,para ocupar a presidência do GLORIOSO.
Honesto,competente,inteligente e acima de tudo um grande benfiquista.
É daquelas pessoas,que só a sua presença,é sinal de credibilidade e que com toda a certeza,reunirá uma maioria consensual dos adeptos, em torno de um projecto,por si apresentado.
Tem uma vasta carreira,como gestor,é um profundo conhecedor dos problemas do Benfica e nunca privou com a máfia do futebol e nunca foi sócio nem do Sporting nem dos corruptos e jamais apararia os golpes das vacas do Dom Corleone,que em desespero de causa vieram pedir ajuda ao Vieira,primeiro a que foi corneada que dizia que tinha o contrato do Maniche,depois foi a tipa do calor da noite.
Para mim, o único senão do Doutor Bagão Félix,é que é um homem educado demais,para se debater,com as bestas que por aí andam.
A solução era arranjar,no vasto universo de benfiquistas,um director desportivo daqueles de sangue na guelra,preparado para uma guerra sem quartel e que respondesse,a toda e qualquer provocação,que nunca seria o Rui Costa,pois o Rui poderia ser um belíssimo director desportivo ,em Itália,Alemanha ou em Inglaterra,mas nunca neste Portugal,cheio de vícios.
A melhor maneira de se avaliar a incapacidade desta direcção,é verificar,que um dos tentáculos dos corruptos,nas altas esferas do futebol europeu,um tal de António Mortágua,que diz as maiores barbaridades e ninguém exige a sua demissão,a não ser que ele esteja acima da lei.
É claro,que também sou da opinião,que não se deve descartar o Vieira,mas nunca como presidente e o Rui Costa poderia ser ,um género de embaixador do futebol do Benfica e futuramente ,se veria,se ele teria garra para um cargo superior na direcção do clube.

1 comentário:

RIVUS disse...

Meu caro amigo: folgo em ler aquilo que escreve pois verifico que alguém comunga do meu conceito de "guerra sem quartel" á mafia do futebol. No entanto, eé minha convicção que, venha quem vier para o Benfica, Bagão Félix ou qualquer outra impoluta pessoa, faça-se o que se fizer, nada conseguirá e será trucidado da mesma forma, porque tal gente tem um poder desmedido e invencível; pelo menos nestes tempos.